Relatório do V Encontro Interestadual Nordestino de Astronomia – V EINA (IX EANE) – 2009, elaborado pelo CEALL

Saiba o que aconteceu e como foi a participação do CEAAL no V Encontro Interestadual Nordestino de Astronomia realizado nos dias 12 e 13 de Junho em Aracaju, Sergipe.

     Nos dias doze e treze de junho do corrente ano, aconteceu no Centro Municipal de Aperfeiçoamento de Recursos Humanos – CEMARH em Aracaju – Sergipe, a quinta edição do Encontro Interestadual Nordestino de Astronomia -V EINA. Este evento foi organizado pela Sociedade de Estudos Astronômicos de Sergipe, SEASE e faz parte de uma programação dos Astrônomos Amadores do Nordeste que acontece todos os anos, sempre nos meses de maio ou junho.

    Prof. Augusto César, coordenador geral da SEASE e diretor da CCTECA, abrindo o V EINA.

        No momento da abertura oficial do encontro pelo coordenador Sr Augusto César Silva Almeida, também presidente da SEASE – Sociedade de Estudos Astronômicos de Sergipe e diretor da Casa de Ciência e Tecnologia da Cidade de Aracaju, o Sr. Paulo Vamberto presidente da APA – Associação Astronômica da Paraíba, entregou o livro da Ata do IV EINA e fez colocações pertinentes aos interesses da Astronomia.

    O Prof. Fernando Miguel Pacheco, da UFS inicia sua palestra sobre Galileu Galilei.

        Logo em seguida iniciaram-se as atividades, conforme programação, com uma palestra ministrada pelo Professor Dr. Fernando Miguel Pacheco Chaves da Universidade Federal de Sergipe – UFS. Na referida palestra denominada “Porquê Galileu é considerado o pai da Física”, o Professor deu uma volta pela Grécia, falou da contribuição desse povo nos assuntos da Astronomia, citou inúmeras figuras que fizeram a história, tanto nos assuntos do Universo como na Matemática e na Física, tais como: Galileu, Euclides, Ptolomeu, Arquimedes, Kleper, Newton, Descartes e outros. Na oportunidade, o palestrante abordou temas referentes à Igreja Católica no século IV DC, afirmando que “a falta de liberdade de pensamento esclerosa qualquer pensar científico”. Após falar de questões como “Relatividade, Campo Gravitacional da Terra, Leis da Física, Sistema Referencial Inercial”, bem como outros aspectos relativos ao tema, encerrou suas reflexões afirmando que, diante dos fatos que se mantiveram uniformes todo o tempo, podemos considerar que realmente Galileu é considerado o Pai da Física.

    Seu Fidelis nos ensina como funciona o teste Foucault.

        Dando prosseguimento às atividades, um representante do CEAAL “Centro de Estudos Astronômicos de Alagoas”, Sr Fidelis, fez uma apresentação oral de um trabalho intitulado: “Teste de Foucault: uma ferramenta indispensável na construção de espelhos para telescópios”. Essa atividade ofereceu informações importantes para Astrônomos Amadores e simpatizantes.

    Rodrigo Baldow da SAR, apresenta seu projeto interdisciplinar de Astronomia.

         Um membro da S.A.R – “Sociedade Astronômica do Recife”, Rodrigo Baldow, em sua apresentação oral “GALILEU x IGREJA: Um Ensino Interdisciplinar” discutiu idéias que servirão de instrumentos para serem utilizados em aulas de Física no Ensino Médio.

    Um diagnóstico sobre como se dá o ensino de Astronomia no CEPA foi o trabalho apresentado por Simone Barros de Abreu.

        A segunda participação do CEAAL no encontro deu-se com a apresentação oral intitulada: “A Disciplina de Ciências e o Ensino de Astronomia” proferida por Simone Barros de Abreu. Suas reflexões abriram espaços para um repensar dos professores de Ensino Fundamental, no sentido de incentivar os responsáveis (Secretaria de Educação) a proporcionar-lhes capacitações a fim de torná-los aptos a discutirem “Astronomia” nos estudos de Ciências.

    O maestro Gil do CEA, apresentando sua tradução da música na Astronomia.

        Givanildo Amâncio do CEA – Clube Estudantil de Astronomia-Recife-Pe, encheu o ambiente de sonoridade e harmonia com uma apresentação oral “Música na Astronomia” Ele falou que a música está presente em todo ambiente, inclusive nos movimentos dos astros celestes. Em suas reflexões foi enfatizado que a música na escola será de grande utilidade para descontrair o ambiente e caminhar junto com a sistematização do processo ensino-aprendizagem.

    O Prof. Adriano Aubert apresenta o Observatório Genival Leite Lima aos participantes do V EINA.

        O Professor Adriano Aubert Silva Barros do CEAAL proferiu a segunda palestra do encontro. Sua fala referiu-se a fundação do “Observatório Astronômico Genival Leite Lima – OAGLL”, em Maceió-Alagoas, dentro de um complexo educacional que contém treze escolas públicas. Convém lembrar que nessas condições, o observatório é o primeiro do Norte e Nordeste do Brasil. Falou das vitórias e dificuldades que os membros do CEAAL experimentaram para conseguir tal feito, dos benefícios que o observatório vai proporcionar a sociedade alagoana visto que, o mesmo vai perpetuar os objetivos do Clube de Astronomia de Alagoas: ensino, pesquisa e divulgação dessa maravilha da ciência.

    Edmilson Souza apresentando seu estudo sobre a estrela variável U Carinae.

        Edmilson Souza Barreto, Astrônomo Amador, membro do CEAAL e aluno do curso de Física da Universidade Federal de Alagoas – UFAL, através de uma apresentação oral, falou de “Parâmetros Físicos de U- Carinae”. Introduziu o tema apresentando a estrela, suas características, história, comportamento geral, período de luminosidade, passou pela análise da curva de luz da estrela em evidência e finalizou o trabalho com alguns cálculos dos parâmetros físicos de U-Carinae. Seus cálculos foram comparados aos da REA e na opinião do pesquisador houve uma grande semelhança.

    O Professora Susana de Sousa da UFS apresenta sua palestra sobre a Física de Partículas.

        A terceira palestra do evento, “Física de Partículas e o Futuro do Universo”, foi ministrada pela Professora Dra. Susana de Sousa Lalic da UFS. Durante sua fala, a palestrante lembrou que a Física de Partículas estuda os constituintes elementares da matéria e da radiação, a interação entre eles e suas aplicações. Lembrou que, o futuro do Universo, que muito interessa aos Astrônomos, está intrinsecamente ligado à “Física de Partículas”.

    Prof. Adriano Aubert demosntra o sextante de sua oficina de instrumentos para medir o céu.

        A oficina apresentada pelo Professor Adriano Aubert – CEAAL – mostrou de forma simples e prática como fazer um Gnômon, uma Luneta e um Sextante. Tudo isso será usado em sala de aula de Astronomia para observação dos astros e leitura do tempo. São instrumentos didáticos autênticos para serem usados no Ensino Fundamental e Médio. Ele usou materiais de baixo custo e recicláveis como: palito de churrasco, prancheta, folha de papel, cano de PVC, lente confeccionada em ótica popular, caixa com um CD, pequenos pedaços de espelho, retalhos de alumínio, tesoura, cola tipo durepoxi. Estes objetos foram confeccionados na presença dos participantes, onde todos tiveram a oportunidade de vivenciar as experiências, envolver-se e opinar.

    Kizzy Resende apresentando seu estudo sobre detecção de Estrelas Variáveis em Aglomerados Estelares.

        A Astrônoma Amadora do CEAAL, Kizzy Alves Resende, aluna do curso de Geografia da UFAL fez uma apresentação oral cujo tema: “Detecção de Estrelas Variáveis em Aglomerados Estelares”. Em seu trabalho de pesquisa que já está em andamento há algum tempo, ela abordou a detecção das estrelas variáveis, classificação, localização, magnitude e outros aspectos conforme interrogada pelos presentes.

    Prof. Antônio José da UNIT apresenta sua visão do micro ao macrocosmos.

        “Das Partículas Elementares aos Grandes Aglomerados das Galáxias” foi o tema apresentado na última palestra do evento, proferida pelo Professor Msc. Antônio José da UNIT. Sua fala abordou temas relacionados à estrutura dos átomos, dos núcleos, elétrons e antimatéria. Em suas reflexões passou pelas interações fundamentais da natureza, interação gravitacional, um novo sistema solar e a idade e visão do Universo nos dias atuais.

    O Sr José Rodrigues da APA, nos fala sobre seu projeto de trabalhar a matemática com a utilização de maquetes do sistema Solar.

        O Sr. José Rodrigues da APA apresentou suas idéias através do trabalho: “Aplicação da Matemática Fundamental no Estudo do Sistema Solar”. Introduziu sua fala mostrando as maravilhas do Universo através de uma maquete construída com materiais recicláveis: lata, arame, um guarda-chuva pintado de dourado para simbolizar o Sol, como também os outros planetas representados através de figuras que poderão ser confeccionados pelos alunos. Apresentou uma escala de 1/1.000.000.000 com o objetivo de ministrar aulas de Matemática no Ensino Fundamental, aproveitando os valores das distâncias entre os astro celestes. Dessa forma, as aulas serão bem mais agradáveis e atraentes porque o Professor estará fazendo uso de um material didático autêntico e ainda está privilegiando a interdisciplinaridade.

    Prof. Augusto César preside a assembleia final do V EINA.

         No final do dia treze, aconteceu a assembléia final do evento onde todos os presentes se colocaram, inclusive o anfitrião do VI EINA, Audemário Prazeres, presidente do SAR – Sociedade Astronômica do Recife e avaliaram os trabalhos apresentados. Nesse momento, escolheram através de aclamação, a cidade de Feira de Santana na Bahia para sediar o VII EINA, no ano de 2011. O representante daquela cidade, Sr. José Carlos Santos do CAASF – Clube de Astronomia Amadora de Feira de Santana acolheu a idéia e dessa forma o coordenador do evento deu por encerrada a sessão finalizando as atividades do V EINA.

    O Grupo de música antiga, Renantique brindou a todos os participantes do V EINA com maravilhosas melodias renascencistas. Um toque mais que especial no V EINA.

        Os Astrônomos Amadores do Nordeste sentiram-se nas “nuvens” durante o encontro, pois o mesmo foi muito proveitoso e produtivo. Em todo intervalo, os participantes foram contemplados com “Coffee Breaks”, lançamentos de foguetes educativos da parte do Sr. José Roberto, visita a Casa de Ciência e Tecnologia da Cidade de Aracaju”- CCTECA e uma programação cultural de altíssimo nível (Conjunto de Música Antiga RENANTIQUE). Ouviu-se músicas fantásticas, que nos fizeram retornar dos séculos XII ao século XIX. Os componentes do grupo apresentaram-se e informaram que o movimento de Música Antiga ocupa-se particularmente de prática, execução e de recriação e utilização de instrumentos da época, bem como de técnicas e concepções também da época, sobre questões como notação, ritmo, andamento e articulação, conforme o estabelecido em textos que reflitam a intenção do compositor.

        Para concluir, queremos oferecer nossas congratulações aos Astrônomos Amadores do Nordeste, especialmente ao coordenador do V EINA e à Sociedade de Estudos Astronômicos de Sergipe, pelo empenho e dedicação que demonstram pela Astronomia, esta ciência que é considerada a mais antiga dentre todas as ciências e sua origem se encontra na pré-história das civilizações humanas.

Maria José Barros Fidelis de Moura, professora de Português, Inglês e Espanhol da Rede Municipal de Educação de Maceió e colaboradora do Centro de Estudos Astronômicos de Alagoas.

______________________________________________________________________

Texto:  Reproduzido da página do CEALL.

Fontes: RELATÓRIO DO  V EINA (IX EANE). Página do CEALL. Disponível: http://ceaal.org.br/noticias/o-v-encontro-interestadual-nordestino-de-astronomia-v-eina/ , Acesso: 23 Jun. 2019. (Versão arquivada no W.M. em 23/11/2010: https://web.archive.org/web/20101123115516/http://ceaal.org.br/noticias/o-v-encontro-interestadual-nordestino-de-astronomia-v-eina/).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s